Os 5 Benefícios do Chá Verde para Saúde

Os 5 Benefícios do Chá Verde Para Saúde são variados, pois, o Chá Verde possui uma grande quantidade de nutrientes que são essenciais para saúde geral do corpo. Além disso, trocar sua bebida favorita por uma xícara de Chá Verde quente pode ser uma das opções mais inteligentes. Este líquido rico em antioxidantes pode ser a bebida mais saudável do planeta. Se reduzir o risco de câncer não é suficiente para lhe convencê-lo sobre esta bebida.

O gosto dele é um pouco amargo, de fato, mas a ciência já provou que vale a pena fazer careta pelo monte de vantagem que o Chá Verde pode fazer pela sua saúde. Ele contém quantidades consideráveis de manganês, potássio, ácido fólico, vitamina C, vitamina K, vitamina B1 e a vitamina B2, nutrientes que são essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Como acabar com o gosto amargo: Uma solução é acrescentar ingredientes como mel ou frutas no liquidificador, mas você precisa tomar cuidado, já que o mel contém muita caloria. Quando ingerir o chá?
Ele não pode ser tomado logo após as refeições, pois contem cafeína presente nas folhas e pode prejudicar a absorção de ferro no organismo, então, tome sempre uma hora antes ou uma hora depois das refeições, para melhor absorção dos nutrientes.

Benefícios do Chá Verde Para Emagrecer: Os consumidores de refrigerantes podem eliminar mais de 50.000 calorias por ano, trocando o refrigerante favorito por uma xícara de chá quente. Para colocar isso em perspectiva, 3.500 calorias são iguais a aproximadamente 500 gramas. Caso troque somente a refrigerante pelo Chá Verde, você pode economizar 14 quilos de calorias em um ano.

 Benefícios do Chá Verde Por ser um Antioxidante: Chá Verde contém vários antioxidantes, incluindo o galato de epigalocatequina (EGCG), que os pesquisadores ligaram para propriedades curativas medicinais. Além disso, o Chá Verde contém flavonoides e catequinas que podem prevenir o dano celular (incluindo danos relacionados à doença de Alzheimer e outras doenças cerebrais degenerativas) e acúmulo de placa nas artérias.

Benefícios do Chá Verde Para Saúde Cerebral: Elimina o refrigerante, uma bebida carregada de açúcar, e substitua pelo Chá Verde. O Chá Verde contém cafeína para lhe proporcionar um impulso à seu cérebro, mas não o suficiente para deixá-lo com efeitos colaterais instáveis. Além da cafeína, o Chá Verde também contém a L-teanina, um aminoácido que auxilia na produção de dopamina.

Benefícios do Chá Verde Para Saúde Dental: A catequina, o mesmo antioxidante que previne os danos celulares, também protege os dentes. Cientistas estudaram um grupo de homens com sintomas de doença periodontal. Eles descobriram que para cada xícara de Chá Verde que os participantes consumiam diariamente, havia menos sintomas da doença periodontal. Os pesquisadores dizem que isso é provável devido às propriedades anti-inflamatórias do Chá Verde.

Benefícios do Chá Verde Para Saúde do Coração: As mesmas propriedades no Chá Verde que ajudam no mantimento de um cérebro saudável, também oferecem um impulso para saúde do coração. Os antioxidantes presentes no Chá Verde protegem as células dos danos e previne o acúmulo nos vasos sanguíneos. O menor acúmulo nas artérias equivale a um risco menor de doença cardíaca. Um copo quente de Chá Verde oferece as vantagens de café e bebidas doces (incluindo impulsos de energia) sem os aditivos pouco saudáveis.

Pessoas que não devem ingerir o chá: Algumas pessoas como: gestantes, pessoas com hipertensão, glaucoma e doenças psiquiátricas não devem ingerir o chá, pois ele pode interagir com alguns remédios ingeridos, portanto, consulte sempre o seu médico para saber se o consumo é permitido. O chá verde auxilia a acelerar o metabolismo, consequentemente na perda de peso, porém a eficácia garantida está em uma boa alimentação e claro, não sem dispensar os exercícios físicos.

CURIOSIDADES SOBRE O CHÁ

chá é uma bebida preparada através da infusão de folhas, flores, raízes de planta do chá (Camellia sinensis), geralmente preparada com água quente. Cada variedade adquire um sabor definido de acordo com o processamento utilizado, que pode incluir oxidação, fermentação, e o contato com outras ervas, especiarias e frutos.

A palavra “chá” é usada popularmente em Portugal e no Brasil como sinônimo de infusão de frutos, folhas, raízes e ervas contendo ou não folhas de chá (ver tisana). Este artigo trata do chá em sentido estrito e, portanto, não se refere a infusões como, por exemplo, camomila ou cidreira.

História

Historicamente, a origem do chá como erva medicinal útil para se manter desperto não é clara. O uso do chá, enquanto bebida social data, pelo menos, da época da dinastia Tang.

Os primeiros europeus a contactar com o chá foram os portugueses que chegaram ao Japão em 1543.

Em breve a Europa começou a importar as folhas, tornando-se a bebida rapidamente popular, especialmente entre as classes mais abastadas na França e Países Baixos. O uso do chá na Inglaterra é atribuído a Catarina de Bragança, princesa portuguesa que casou com Carlos II da Inglaterra e pode ser situado cerca de 1660. Catarina patrocinava “Tea parties”, onde o chá passou a ser apreciado pelas mulheres e, posteriormente, daí passou a ser também do gosto masculino.

O chá era bebido em cafés e seu consumo foi crescendo desde o final do século XVII, sendo que era bebido a qualquer hora do dia até o início do século XIX, quando a tradição chá da tarde (“five o’clock tea”) foi instituída pela sétima Duquesa de Bedford em Londres.

Influências sobre a saúde

O chá é tradicionalmente usado nos seus países de origem como uma bebida benéfica à saúde em vários aspectos. Recentemente, cientistas têm se dedicado aos estudos dos efeitos do chá sobre o organismo, bem como a conhecer melhor as substâncias que promovem esses efeitos. Todos os tipos de chá possuem praticamente as mesmas substâncias, porém em concentrações muito diferentes devido aos processos de preparação.

Estudos sugerem que o chá tem muitas propriedades benéficas importantes, por exemplo: é anticancerígeno, aumenta o metabolismo, ajuda o sistema imunológico, reduz o mau hálito, diminui o stress, tem efeitos sobre o HIV. É no entanto necessária alguma precaução em relação a estas conclusões, porque não existem praticamente resultados científicos conclusivos e além disso alguns dos estudos feitos (particularmente na China) têm por detrás grandes interesses económicos.

É no entanto de salientar que o excesso de consumo, ou o consumo de chá mal conservado ou mal preparado, têm também efeitos negativos para a saúde. Em particular, o chá possui fluoretos (provocam osteoporose e artrite e são cancerígenos), cafeína (provoca insônia), e oxalatos (provocam problemas renais). Mas, em geral, pode-se dizer que o chá tem sobretudo efeitos benéficos, porque todas estas substâncias têm efeitos benéficos se ingeridas em pequenas quantidades.

As folhas de Camellia sinensis são ricas em flavonoides, um tipo de polifenol, potentes antioxidantes.