INGREDIENTES DO CHÁ BUGROON

INGREDIENTES NATURAIS:

CHÁ BRANCO/Camellia simensis (folhas e talos)

CHÁ VERDE/Camellia simensis (folhas e talos)

HIBISCO/Hibiscus sabdariffa L. (flores)

CAMOMILA/Matricaria recutita (capítulos florais)

CAPIM CIDREIRA/Cymbopogon citratus stapf (folhas)

BOLDO/Pneumus boldus molina (folhas)

HORTELÃ/Mentha piperita L. (folhas e ramos)

LIMÃO/Citrus limmonia O. (folhas)

ERVA DOCE/Pimpinella anisum L. (sementes)

ESTÉVIA/Stevia rebaundiana bert (folhas)

 

CONTRA INDICAÇÃO: Mulheres na gestação, lactação e período menstrual.

Portadores de enfermidades hepáticas ou renais devem consultar o médico antes de consumir o produto.

Não consumir de forma continua por mais de quatro semanas”, tendo em vista a presença do Boldo (Pneumus boldus molina) na lista de ingredientes).

COMO CONSUMIR O CHÁ BUGROON

COMO CONSUMIR O BUGROON CHÁ

Morno ou quente: 4 tomar 1 copo de 300ml de Bugroon 5 minutos antes e depois das principais refeições.

Gelado: Bater no liquidificados com umas gotinhas de limão e sirva à vontade. Adoçar com adoçante da sua preferência.

SUGESTÃO PARA CONSUMIR COM UM SABOR MAIS AGRADÁVEL: Se preferir, agregue cravo, canela, erva-doce e limão ou outro de sua preferência.

COMO PREPARAR O CHÁ BUGROON?

COMO PREPARAR O BUGROON 30 DIAS PARA CONSUMO 

Coloque 1 saquinho de chá Bugroon em uma vasilha e adicione 1 a 2 litros de água fervente, abafe e deixe em infusão por cerca de 20 minutos. Coe e sirva. Pode guardar em geladeira por até 2 dias.

Consumo Normal: 2 saquinhos em 1 ou 2 litros de água fervente.

Consumo Médio: 4 saquinhos em 2 litros de água fervente.

Consumo Forte: 4 saquinhos em 1 litro de água fervente.

Atenção: 2 saquinhos correspondem a 1 colher de sopa.

SOBRE O BUGROON 30 DIAS SACHÊ

SOBRE O BUGROON 30 DIAS SACHÊ

O Chá Bugroon tem um composto de ervas medicinais, entre casca, raízes, flores, frutos, folhas, e caules.

As ervas são cuidadosamente preparadas para trabalhar na desintoxicação de todo o seu organismo, reduzindo o colesterol, os triglicerídeos e o ácido úrico; combatendo ainda o reumatismo, a azia e a má digestão.

Bugroon é para quem gosta e acredita que a natureza tem todos os recursos preventivos, para se ter uma boa saúde.

Na verdade, cuidar de você esteticamente é cuidar também de sua saúde e beleza.

DEPOIMENTO REAL DE QUEM UTILIZOU O CHÁ BUGROON

DEPOIMENTO REAL DE QUEM UTILIZOU O CHÁ BUGROON

“Sou Fernando Mori moro na cidade de Presidente Epitácio desde 1959, tenho 1.57m de altura e neste tempo pesava em torno de 75 quilos. Em decorrência no ano de 2004 fiquei doente durante quatorze dias em razão de uma forte crise de labirintite.

Segundo os médicos e os exames laboratoriais, ficou constatado, pressão alta, diabetes, ácido úrico e colesterol elevado.

Fiquei de licença no INSS por dois períodos de 6 meses em virtude de uma profunda depressão.

Eu estava desanimado da vida, nada mais me fazia sentido e ao amanhecer tinha medo de sair da cama para enfrentar um novo dia. Achava que a minha vida tinha chegado ao fim.

Mas para tudo temos resposta e conseguimos passar pela tempestade em que nos rodeiam e em torno do mês de junho do ano de 2007 conheci o sensacional chá Bugroon e passei a experimentar mais um chá que para mim seria mais um que não faria o efeito esperado.

Mas não o efeito foi muito melhor do que eu esperava fui fazendo o tratamento correto e pesava na balança sempre e cada vez melhorava a minha auto-estima e o meu astral e ai consegui voltar tudo o que eu era antes mais com um peso muito melhor de 55 quilos após pouco mais de um ano conforme a segunda foto foi quando passei a me interessar de ser um distribuidor do chá natural da Bugroon.

Hoje sinto imensa alegria de viver e compartilhar esta alegria com outras pessoas. Esta é a razão que sou um distribuidor do chá Bugroon.

Pessoas comentam o que aconteceu comigo, pois eu era um gordo hoje sou magro! E eu digo que foi o chá Bugroon que tomo até o dia de hoje e vendo, mas eu explico que vendo Bugroon  porque é um chá bom e tem efeitos!

Hoje meu colesterol e ácido úrico estão controlados. Minha pressão arterial é baixa, glicemia é de na faixa 84. Tenho bastante ânimo, e o mais importante é que eu continuo magro.

Graças a Deus e ao chá natural Bugroon tenho saúde física, mental e espiritual.”

História do Chá Verde

Conta uma lenda chinesa que no ano 2737 a.C., o imperador Shen Nung descansava sob uma árvore quando algumas folhas caíram em uma vasilha de água que seus servos ferviam para beber. Atraído pelo aroma, Shen Nung provou o líquido e adorou. Nascia aí, o chá.

Esta lenda é divulgada como a primeira referência à infusão das folhas de chá verde, provenientes da planta Camellia sinensis, originária da China e da Índia. Na verdade, o primeiro registro escrito sobre o uso do chá data do século III a.C. O tratado de Lu Yu, conhecido como o primeiro tratado sobre chá com caráter técnico, escrito no séc. VIII, durante a dinastia Tang, definiu o papel da China como responsável pela introdução do chá no mundo.

No inicio do séc. IX, a cultura do chá foi introduzida no Japão por monges budistas que levaram da China algumas sementes. A cultura teve êxito e desenvolveu-se rapidamente. O chá experimentou nestes dois países – China e Japão – uma evolução extraordinária, abrangendo não só meio técnico e econômico, mas também os meios artísticos, poéticos, filosóficos e até religiosos. No Japão, por exemplo, o chá é protagonista de um cerimonial complexo e de grande significado.

A chegada do chá à Europa não foi rápida. As referências mais antigas que se encontram na literatura européia a respeito do chá são atribuídas a Marco Pólo, no relato da sua viagem, e ao português Gaspar da Cruz, que teria citado o chá numa carta dirigida ao seu soberano. Já a sua introdução no continente europeu ocorreu no início do séc. XVII, em função do comércio que então se estabelecia entre a Europa e o Oriente. Ao que parece, foram os holandeses que levaram pela primeira vez o chá à Europa, intensificando o seu comércio, mais tarde desenvolvido pelos ingleses.

Na Inglaterra, o seu consumo difundiu-se rapidamente, tornando-se uma bebida muito popular. Essa popularidade estendeu-se aos países com forte influência inglesa, primeiramente nos Estados Unidos, depois na Austrália e Canadá. Hoje, o chá é a bebida mais consumida em todo o mundo.