Benefícios da Vitamina B6

A piridoxina B6 converte proteína em aminoácidos e transforma carboidrato em energia, garantindo um bom desempenho nas atividades físicas.

A vitamina B6 atua na fertilidade masculina e feminina no homem aumenta a contagem do esperma na mulher atua na boa produção de óvulos. Ativa o libido de ambos os sexos.

A vitamina B6 atua como coenzima em diversas reações metabólicas do organismo, participando da produção de energia por atuar no metabolismo dos aminoácidos, gorduras e proteínas. Além disso, também participa da produção de neurotransmissores, substâncias que são importantes para o bom funcionamento do sistema nervoso.

Como a vitamina B6 está relacionada com a produção de neurotransmissores, como a serotonina, alguns estudos indicam que a ingestão dessa vitamina diminui o risco de depressão e de ansiedade. Além disso, outros estudos também relacionam a deficiência de vitaminas do complexo B com elevados níveis de homocisteína, substância que poderia aumentar o risco de depressão e demência.

Benefícios do Alho

O Alho é um dos poucos alimentos que abaixa drasticamente o cortisol, atuando diretamente na produção e no aumento da testosterona livre (não basta ter bons níveis de testosterona, se ela não estiver livre, pois só produz efeito se ela estiver livre), sua composição ativa a energia na células do corpo, combatendo o cansaço físico.

O Alho apresenta grande concentração de Vitaminas (A, C, B6, B1), Minerais (selênio, manganês, ferro, magnésio, fosforo, cobre e potássio), fortalece o sistema imunológico, estimula o ganho de massa magra.

O alho tem efeito vasodilatador resultando em um fluxo maior de sangue nos órgãos genitais, por vários fatores o alho é afrodisíaco e estimulante das funções sexuais em ambos os sexos.

Benefícios do Zinco

Um mineral essencial, necessário a todas as células do corpo, o zinco está concentrado nos músculos, ossos, pele, rins, fígado, pâncreas, olhos e próstata. Ele desempenha uma função essencial em centenas de processos corporais. Do crescimento celular à maturação sexual e imunidade, até mesmo para os sentidos do paladar e do olfato. Consequentemente, todas as pessoas que tomam suplementos multivitamínicos e minerais diários devem certificar-se de que eles contenham zinco. Como o organismo não produz zinco, ele depende de fontes externas para seu suprimento.

O zinco exerce efeito benefícios sobre vários hormônios, incluindo os hormônios sexuais e tireoidianos. Ele demonstra ser promissor no aumento da fertilidade tanto nas mulheres quanto nos homens. Inclusive, pode também diminuir uma próstata aumentada. Além disso, pode ser eficaz para as pessoas com uma tireoide sub-ativa e, por melhorar os níveis de insulina, ajuda às pessoas com diabetes. Como o zinco afeta tantos sistemas corporais, ele apresenta muitas outras utilizações. Estimula a cicatrização de feridas e irritações cutâneas, sendo útil para acne, queimaduras, eczema, psoríase e rosácea.

Benefícios do Acido Aspártico

Acido aspártico ativa a produção do hormônio testosterona e de GH, o hormônio do crescimento.

O ácido D-aspártico é um aminoácido não essencial, atuante no cérebro e no sistema endócrino, formado através da conversão do ácido L-aspártico em D-aspártico pela enzima aspartate racemase, presente nas glândulas. Contudo, mesmo sendo endógeno, uma suplementação na dieta com ácido D-aspártico aumenta os níveis do hormônio LH, que regula a secreção de progesterona na mulher e, nos homens, estimula as células de Leyding a produzir testosterona. Desta forma, se torna essencial para a produção de músculos, diminuição da gordura corporal e diminuição da fadiga.

Aplicações

  • Aumento de secreção de hormônios sexuais, restaurando os níveis de testosterona;
  • Aumento de GH (hormônio do crescimento);
  • Tratamento de depressão e fadiga crônica;
  • Aumento da produção de energia;
  • Aumento da excitação neuronal;
  • Auxilia no desenvolvimento muscular;
  • Tratamento da oligoesperma.

Vantagens

  • Eleva a testosterona pela via de estimulação pituitária e direta dos testículos, resultando em um efeito de duas vias;
  • Estimula o sistema imune;
  • Traz menos riscos por se tratar de um ativo endógeno.

O ácido aspártico pode ser utilizado por quem pratica musculação, servindo principalmente para estimular o ganho de massa muscular ou por homens com problemas para ter filhos, pois a testosterona também aumenta a fertilidade masculina. No entanto, são necessários mais estudos e é importante lembrar que seus efeitos benéficos ocorrem principalmente em homens que têm baixa produção de testosterona.

Benefícios do Magnésio

O magnésio é considerado o rei dos minerais, ele participa em mais de 300 reações química em nosso corpo.

O magnésio é essencial e necessário para a produção de energia e para o desenvolvimento estrutural do osso e músculo, deixando-os mais fortes.

Bons níveis de magnésio combate a fadiga, fraqueza, dormência, formigamento, câimbras, depressão, osteoporose e pertubação do ritmo cardíaco.

O magnésio tem papel importante no processo de contração muscular. Parte do mineral é estocado nos tecidos e se estas reservas estiverem em poucas quantidades, os músculos podem perder a capacidade de relaxar, gerando câimbras.

Magnésio garante níveis normais nos batimentos cardíacos. Alguns pesquisadores sugerem que o mineral possui benefícios na prevenção de doenças cardíacas em longo prazo. Pacientes com doenças cardíacas podem ter baixo nível de magnésio em seu nível sanguíneo.

Benefícios da Chia

A chia é fonte de Omega 3, fibras, proteínas, vitaminas A, B, B2, B3, cálcio, fosforo, ferro, magnésio, manganês, selênio e zinco.

Seus potentes antioxidantes previne o envelhecimento precoce, combate a diabete e doenças cardiovasculares, ajuda no bom funcionamento do intestino.

A chia proporciona muita força e resistência aos músculos e ossos. A chia através do aminoácido fenilalanina, abaixa o cortisol promovendo a testosterona livre (sabemos que a testosterona só produz efeito se ela estiver livre). Contém aminoácidos essenciais, aqueles que não são produzidos pelo nosso organismo (isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano, valina e histidina).